Como nos tempos românticos

Ontem eu fiz uma coisa que há muito tempo não fazia em jogos de futebol: ouvir a transmissão pelo rádio. Há ai um saudosismo dos bons tempos do futebol romântico.

E me pareceu que que esse romantismo talvez ainda exista.

O Santos estava com a acorda no pescoço na Libertadores. Em terceiro lugar, precisaria exageradamente de uma vitória fora de casa contra o Cerro Porteño para voltar a sonhar com a classificação.

O jogo era difícil, e seria ainda pior pois o Peixe tinha três desfalques fundamentais: Elano, Zé Love e Neymar. A necessidade aliada a vontade é a receita certa de um espetáculo no futebol. E eu não queria deixar de ver esse jogo. Costumo ver aqui pela internet mesmo, mas por algum motivo, não entrava de jeito algum. O que me obrigou a ouvir pelas rádios online. E foi quem sabe melhor que ter visto.

A Copa do Tri em 70 foi a primeira transmitida a cores. Antes dela, o Brasil tinha visto dois títulos mundiais ou a preto-e-branco, ou pelas ondas do rádio. Tal como eu ontem. Fiz essa observação a fim de fazer uma comparação. As Copas de 58 e de 62 viram o nascer do maior jogador de todos os tempos: o Edson. Mas viram mais que isso: viram o futebol arte. Que foi exatamente o que vi ontem. Ou ouvi, melhor.

O Santos foi corajoso. Precisava da vitória e sabia do risco. E não temeu a se meter logo de início ao ataque. E logo de início saiu na frente. Num gol monumental de Danilo (que tem sido o melhor jogador do Santos no ano, oxalá dos últimos anos), o Peixe saiu na frente e com estilo. Um estilo meio clássico-retrô.

Fez lembrar os chutaços dos tempos de Pelé, como os de Coutinho. Mais jogadas trabalhadas, mais a bola procurando Danilo. Na segunda chance, mais clara e mais evidente de gol, ele o perdeu. Talvez fizesse falta.

Que nada.

Numa bola enfiada, Maikon Leite driblou o goleiro mas não teve a calma de cortar o zagueiro que vinha na cobertura e tirar um 10 na jogada. Chutou em cima dele e perdeu outro gol. Nota-se portanto que chances pro Peixe não faltaram. E o segundo tempo começou como começou o primeiro. Com gol de início.

Ganso rouba a bola na intermediária e dá um toque preciso para Maikon Leite, de novo, agora com calma, chutar na saída do goleiro e ampliar.

O desespero virou calma.

Toques de bola com confiança, sem medo, sem pressa. O resultado estava nas mãos.

Nem o gol póstumo do Cerro mudou alguma coisa. As vaias para eles foram as mesmas. E as alegrias dos santistas também.

Destaques para os belos gols e para algumas coisas a mais.

Uma estreia dos sonhos para Muricy. Queria ver o que ia ser a passagem dele pelo Santos, se seu estilo retranqueiro (que nem é tanto assim) e burocrático, mas de muito efeito, iria mudar o Santos, ou se a alegria da molecada e o futebol arte despretensioso ia mudar o Muricy.

E cheguei a seguinte conclusão: nenhum dos dois.

Há como ser burocrático e ser artístico ao mesmo tempo. O maior exemplo é o Barcelona, que faz do seu toque de bola envolvente sua maior arma.

E o Ganso, hein?

Tão cortejado pelos clubes adversários, e tão polêmico, parece ter esquecido todos os seus problemas e entrado em campo com seriedade e calma. Não foi destaque, mas deu o tom da vitória.

E sem se importar com o futuro, mostrou que é profissional antes de tudo. Pensar no Santos agora. O futuro a Deus pertence (ou ao Ronaldo e seus investimentos).

O Cerro mostrou sua fragilidade e o Santos a sua competência. O Cerro joga compactado fora de casa e aposta nos contra-ataques para ganhar alguma coisa. Covardemente. Pois em casa não sabem se impor. Covardes não, limitados.

Já o Santos não tem limites. Imaginei que Neymar, Elano e Zé Love deixariam um buraco impossível de ser preenchido. O buraco até estava, mas ninguém lembrou dele.

Contaram com um Danilo numa fase sem igual, que mesmo sendo lateral direito de origem, jogou como volante, e além de marcar, ainda fez gol e perdeu outro. Um talento maravilhoso.

Contaram também com Maikon Leite, que assim como Ganso, não pensou em seus acertos futuros (pois está endereçado ao Palmeiras no meio do ano) e tratou de jogar bola. E jogou muito.

A Libertadores renasce das cinzas para o Glorioso.

Um time impossível. Que se não tem Pelé e Coutinho no elenco, tem outras estrelas tão dignas quanto.

Estrelas que não cabem dentro do campo. Reservas que entram e mudam a história.

Que me fazem acreditar que o futebol ainda não perdeu a graça. E que o romantismo ainda existe.

Danilo Albuquerque
http://blogtoquedebola.zip.net/

COMENTÁRIOS

BLOGGER: 1
Loading...
Nome

ABC,1,América-MG,9,América-RN,1,Atlético-GO,4,Atlético-MG,67,Atlético-PR,51,Avaí,39,Bahia,8,Barcelona,1,Boa Esporte,2,Botafogo,48,Bragantino,2,Brasil,48,Brasil de Pelotas,1,Brasileirão 2015,162,Brasileirão 2016,10,Brasília,7,Caldense,3,Campeonato Brasileiro Série A,427,Campeonato Brasileiro Série B,23,Campinense,1,CBF,34,Ceará,9,Champions League,37,Chapecoense,55,Chile,1,Cobresal-CHI,1,Colo-Colo-CHI,4,Copa América,4,Copa das Confederações,9,Copa do Brasil,97,Copa do Brasil 2015,36,Copa do Brasil 2017,6,Copa do Mundo,4,Copa Flórida,5,Copa Libertadores da América,30,Copa Sul-Americana,34,Copa Sul-Minas-Rio,13,Corinthians,106,Coritiba,48,CRB,1,Criciúma,6,Crônicas,98,Cruzeiro,65,Desportivo Capiatá-PAR,1,Destaques,1,Eibar,1,Eliminatórias Copa 2018,2,Estaduais 2010,27,Estaduais 2011,16,Estaduais 2012,2,Estaduais 2017,2,Europa League,6,FIFA,18,Figueirense,55,Flamengo,114,Fluminense,70,Fórmula 1,1,Futebol Internacional,215,Genoa,1,Globo FC,2,Goiás,37,Grêmio,68,Humor,14,Huracán,2,Independiente del Valle-EQU,1,Internacional,80,Ituano,7,Joinville,47,LDU Quito-EQU,1,Libertad,2,Libertadores 2015,5,Libertadores 2016,8,Libertadores 2017,5,Londrina,2,Luverdense,1,Macaé,1,Melgar-PER,1,Millonarios-COL,4,Mogi Mirim,4,Moto Club,3,Náutico,1,Noticias,943,Oeste,2,Olimpia-PAR,3,Outros Esportes,10,Palmeiras,95,Paraná,4,Paulista 2017,1,Paysandu,10,Ponte Preta,43,Primeira Liga,10,Primeira Liga 2017,12,Princesa dos Solimões,2,River Plate,2,River Plate-URU,1,Roma,1,Sampaio Corrêa,1,Santa Cruz,6,Santa Fe-COL,1,Santos,76,Santos-AP,3,São Paulo,77,Sport,48,Sportivo Luqueño,2,Sul-Americana 2015,22,Super Cup,1,Superclássico das Américas,1,The Strongest-BOL,1,Toluca-MEX,1,Transferências,18,Uefa,1,Vasco,99,Venezuela,1,Víni Cassela,1,Vitória,3,Volta Redonda,2,
ltr
item
FuteAki: Como nos tempos românticos
Como nos tempos românticos
Ontem eu fiz uma coisa que há muito tempo não fazia em jogos de futebol: ouvir a transmissão pelo rádio. Há ai um saudosismo dos bons tempos do futebol romântico.
http://3.bp.blogspot.com/-2t8HxOxd930/Tajvecx3jfI/AAAAAAAAAGU/JsC4wnnL__Y/s320/danilo2_santos_ap_60.jpg
http://3.bp.blogspot.com/-2t8HxOxd930/Tajvecx3jfI/AAAAAAAAAGU/JsC4wnnL__Y/s72-c/danilo2_santos_ap_60.jpg
FuteAki
http://www.futeaki.com.br/2011/04/como-nos-tempos-romanticos.html
http://www.futeaki.com.br/
http://www.futeaki.com.br/
http://www.futeaki.com.br/2011/04/como-nos-tempos-romanticos.html
true
8560738132484122062
UTF-8
Carregar todos os posts Não foi encontrada nenhuma postagem VER TUDO Leia mais Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver tudo POSTAGENS RELACIONADAS MARCADORES ARQUIVO PESQUISAR TODOS AS POSTAGENS Não foi encontrada nenhuma postagem de acordo com sua requisição Voltar ao Início Domingo Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais que 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É EXCLUSIVO Por favor, compartilhe para desbloquear Copiar todo código Selecionar todo código Todos os códigos foram copiados Não foram copiado os códigos